Tem Que Continuar...

Aldir Blanc, compositor de "O Bêbado e a Equilibrista", faleceu no 04 de maio de 2020 com COVID-19, mas nos deixou um legado de esperança.

No dia 29 de junho de 2020 foi sancionada a Lei federal 14.017 com o intuito de acolher aos artistas afetados pela pandemia. Uma lei que nos emociona e ficou, merecidamente, conhecida como "Lei Aldir Blanc".

Este vídeo foi produzido por 25 artistas, de diversos cantos do Brasil, que acreditam que o SHOW DE TODO ARTISTA TEM QUE CONTINUAR!

Adriano Ramires

Ator, Diretor e Professor de Artes Cênicas. Com 35 anos de carreira, já atuou em mais de 20 espetáculos, TV e foi diretor de Cultura em algumas cidades do RJ.

Anderson Lima

Ator desde 1988, diretor de teatro desde 2000, Licenciado em Artes pela Universidade Federal do ES, Graduado em Teatro pela Universidade Vila Velha, com pós em metodologia do Ensino das Artes e mestrando em Sociologia Política, Cultura e Sociedade. É responsável pelo GETA (Grupo de Estudos Teatrais e Artísticos), desde 2000 com aulas gratuitas de teatro para a comunidade e jovens reclusos. Já participou como ator de mais de 20 espetáculos com longas temporadas e atualmente está em cartaz em seu monólogo "INSANOS" e no musical infanto-juvenil "NEM TODOS PODEM VOAR". Está em processo de produção de espetáculos com referência no Mágico de OZ, com trama desenvolvida por adolescentes e seu novo empreendimento e texto próprio sobre identidade e socialização LGBT+.

Andrea Viviana Taubman

Escritora, palestrante, tradutora, contadora de histórias e locutora bilíngue. Tem 14 livros publicados que abordam, principalmente, temas sensíveis como autismo, luto e abuso sexual na infância. Organiza, produz e participa de eventos de literatura infantojuvenil. É diretora da AEILIJ (Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil) desde 2013, ocupa a cadeira nº 21 da Academia Teresopolitana de Letras desde 2015 e uma cadeira no Conselho Municipal de Políticas Culturais de Teresópolis (RJ). Foi voluntária na ONG Espaço Logos de Cidadania Consciente (Rio de Janeiro) oferecendo oficina de leitura literária para crianças a partir de 6 anos e na antiga Casa de Passagem de Teresópolis, abrigo temporário que recebia crianças em situação de risco social e vítimas de maus-tratos . É ativista dos Direitos de Crianças e Adolescentes por meio da literatura e do Projeto Musical "Ninguém Mexe Comigo".

Auyra Ferrer

Cantora, Instrutora Vocal, Bailarina e Coreógrafa, de São Lourenço - Minas Gerais, iniciou sua vida na arte desde pequena, por ter uma família muito musical. Aos 5 anos iniciou sua vida na dança, e aos 6 na música. Ao longo de sua carreira, dançou vários papéis de repertório e participou de vários cursos e workshops com grandes nomes da dança. Em 2005, ingressou na UniverCidade - Dança, e usava seu tempo livre para tomar aulas de canto popular e teoria Musical no Conservatório Brasileiro de Música. Auyra Ferrer atua no cenário musical profissionalmente desde 1998, e atualmente é proprietária do Espaço de Dança Auyra Ferrer, onde leciona Ballet Clássico, Jazz, Sapateado e Dança Contemporânea para todas as idades.

Bito

É autor dos livros "O Menino que Aprendeu (e ensinou) a Olhar", "Viagem para Além da História", "Pedro Borralheiro" e outros contos da "Ilha do Medo" e "Tutu amarelo e o bolo de chocolate". Baiano de Salvador ele é radicado e encantado por Brasília, pai de Gabriel e Lia. É conversador e apaixonado por contar e criar histórias. Escreveu seu primeiro livro aos 9 anos, "O Mistério da Lagoa", que ainda sonha em publicar. É fundador da Livroteca Story Time, uma livraria dedicada ao público infantil em Brasília, onde promove o incentivo à leitura, o fomento à produção literária local, a recreação e o aprendizado através da literatura.

Cyro Costa

Músico paulistano, residente em São Lourenço, busca contribuir com a arte, violonística e cantada nos mais diversos estilos da nossa MPB e Erudito. Violonista e Cantor, fez seus estudos em São Paulo no conservatório Santa Cecília. É ex-gerente dos Corais – Coral Esperança da APAE de São Lourenço, e Coral Unimed São Lourenço das Águas. Regente do Coral Sol Maior da Sociedade Brasileira de Eubiose de São Lourenço. Proprietário da Academia de Música – DO MI SOL. Lecionou na área de Educação Musical na Pedagogia Escolar, nos colégios Externato Ibirapuera – SP, Colégio Hugo Sarmento – SP, Escola Bola de Neve – SP, Colégio Arca de Noé – SP - Santo Inácio em Baependi- MG, Colégio Marista em Varginha- MG, APAE – São Lourenço – MG e Imaculado Coração de Maria – São Lourenço – MG. É também compositor e arranjador musical.

Edinar Corradini

Atriz, poeta, contadora de histórias e produtora Cultural . Diretora da CIA TEATRAL FANTASIA. Faz a boneca Emilia há 50 anos , cinco décadas como atriz. Começou em 1970 e não parou nem um ano. Montou muitas peças de teatro: O Mágico de Oz, Pluft,O Fantasminha, O Pequeno Príncipe, , Sonho de Uma Noite de Verão, dentre tantas outras. Escritora, faz parte da A.T.L. e da Oficina de Poesia e Criação. Professora voluntária de Teatro da Casa de Cultura de Teresópolis. Formada em Geografia e História . Fez muitos cursos de teatro, inclusive, Escola de Teatro Martins PENNA. Deu vida a Imperatriz Teresa Cristina em uma performance teatral aclamada pelo público. É, merecidamente, reconhecida como a Primeira Dama do Teatro Teresopolitano.

Eliane Soares

Atriz Profissional desde 1991. Integrou o Grupo de Teatro do SESC/Tijuca sob a direção de José Maria Rodrigues durante 4 anos. Em Rio das Ostras a partir de 1995, estudou e também ofereceu oficinas no Centro de Formação Artística de Dança, Música e Teatro. Participou de quase todas as montagens de Auto de Natal e Paixão de Cristo realizados pela Fundação Rio das Ostras de Cultura a partir de 1998. A partir de 2000 integrou o Grupo de teatro Nós em Meio ao Caos onde participou de vários festivais pelo Brasil. Em 2010 deu aulas para crianças e adolescentes na Oficina para Atores da Ieda Ribeiro Produções. Trabalhou sob a direção de Mário de Oliveira, Carlos Henrique Pimentel, Vivaldo Franco, Ritchely Santana, Ginaldo de Souza, Rodrigo Portella, entre outros. Participou dos Curtas “Lágrimas de Mulher”, direção de Harleles Bruno, 2018 e Céu Maria, direção de Tiago Maviero, ainda em edição; e da Websérie “As Carpideiras”, direção de Tiago Maviero, 2018/2019.

Glória Menna Barreto

Nascida na cidade do Rio de Janeiro em 14 de novembro de 1958. Filha de Ramona Cacavelos da Costa e Ary Menna Barreto. Iniciou seus estudos de piano aos seis anos de idade. Licenciou-se em Música-Piano pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro em 1983. Por ocasião do falecimento de seus pais, veio, em 1989, estabelecer residência em São Lourenço, na casa que eles haviam construído para férias e feriados. Desde então, começou a participar da vida cultural musical da cidade como pianista no Coral Nova Era da Sociedade Brasileira de Eubiose, regente maestro Alberto Dias Júnior, Coral Canto Livre, regente Paulo Freitas, Coral Bach, regente Bernadete Guimarães, Coral Maurício França Mendes, regente José Henrique Martins, Coral Unimed Circuito das Águas de São Lourenço, regente Luiz Marciano Júnior e, posteriormente, regente Cyro Costa, Coral Lírico, regente Edna de Souza Neves, onde permaneceu até o falecimento desta. Trabalhou como educadora musical na Oficina de Música Erich Mathias, Escola COC Gênesis de São Lourenço junto à Profa. Meire Loduca, Academia de Dança Kaleidoscópio da Profa. Regina Branco, em Caxambu, Ambiente Ará-Acá do bairro Carioca. Atualmente leciona na ESCOLA DE MÚSICA DÓ MI SOL. É pianista ensaiadora do Coral Sol Maior da Sociedade Brasileira de Eubiose de São Lourenço, regente Cyro Costa, e de cantores e instrumentistas; faz parte do Grupo Voz da regente Tauana Assumpção, e de uma banda de música popular, com Maria Dalva, Hélio Marques, Patrícia Vilches e Cyro Costa. Continua com sua arte em Festivais de corais, concertos musicais, acompanhamentos a cantores líricos, populares e banda.

Jonathan Marques

Ator,Diretor, Produtor e DJ. Atua à 18 anos na parte de eventos corporativos e sociais em destaque como Diretor da Via Sacra do Sítio São José, há 10 anos sendo considerada a maior representação da Paixão de Cristo da região Serrana.

José Chico

Apaixonado por arte tem na sua trajetória 10 anos de balé, 1 ano de jazz e sapateado, 2 anos de piano, 4 anos de teatro e um ano de circo.

Laryssa Cristiny Moraes

Brasileira, natural de Fortaleza, no Ceará. Formada em Jornalismo, reside em Patos, na Paraíba. Pós-graduanda em Cinema e Comunicação Audiovisual. Participou da Coletânea de Poesia Concurso Nacional Novos Poetas, do Prêmio Sarau Brasil 2016, da Editora Vivara; do XI Concurso Literário de Presidente Prudente e das Coletâneas de Contos Céus de Chumbo e Ponto de Criação da Editora Andross. Participou também da Antologia da Poesia do Sertão, através da Confraria dos Bibliófilos e da Editora A União. Também publicou o livro solo O Mistério da Taça de Cristal pela Editora Porto de Idéias e o livro-reportagem Mais Semanas do que posso contar: histórias de mães, bebês e da Microcefalia pela Editora Chiado, em Portugal; livro com o qual foi convidada pra expor na XIX Bienal do Livro Rio e na XII Bienal do livro de Pernambuco. É apaixonada por viagens, livros, hq’s, cinema e animação gráfica.

Liv Milla

É atriz, palhaça, arte-educadora, diretora e produtora cultural, formada em Interpretação Cênica e Licenciatura em Teatro, começou sua vida artística ainda quando criança, dançando ballet e estudando no Conservatório Estadual de Música de Visconde do Rio Branco, sua cidade natal, em Minas Gerais. Esteve em “Chocolate com Pimenta”, da Rede Globo, e no filme “A Guerra dos Rocha”, de Jorge Fernando. Estudou com nomes de peso como Gerald Thomas, Fred Mayrink, Luiz Antônio Pillar, Walter Daguerre, dentre outros... Participou das Oficinas de Circo Social com o Grupo Afroreggae. Atuou em dezenas de espetáculos teatrais e com diversos grupos do Rio de Janeiro e de Teresópolis. Co-Produziu oficinas e peças para o Projeto No Palco da Vida (RJ). Trabalhou para a CAL, como Operadora de Câmera em aulas do Curso de Formação Profissional de Ator, acompanhando a disciplina “Interpretação para TV”, ministrada pelo professor Eric Nielsen; o curso livre “Ação! Interpretação para TV”, ministrado por Andrea Bacellar; e o curso de “Interpretação para TV e Cinema”, ministrado pelo diretor Marco Rodrigo. Em 2012, fez um intercâmbio cultural em Vancouver – Canadá, onde teve a oportunidade de conhecer o diretor Christopher Gaze. Atualmente, é diretora e produtora da da Cia TerêAto de Teatro e Circo, do Coletivo Teatral Medéias IN Arte(MINA) e professora do Instituto de Artes .

Marcela Jorge

Atriz, Pós Graduada em Formação Pedagógica de Docentes em Artes Cênicas pela AVM, Bacharel em Artes Cênicas pela UNIRIO, Técnica em Interpretação pelo Centro de Formação Artística de Música, Dança e Teatro. Atuante como atriz desde 1998. Participou de mais de 80 montagens entre espetáculos teatrais, esquetes teatrais, filmes e web séries. Fundadora da Cia Pigmentus de Teatro. Hoje está como Diretora Artística, Coordenadora de Teatro e Professora do Centro de Formação Artística de Música, Dança e Teatro. E está como Conselheira de Cultura pelo Poder Público na cadeira de Teatro/ Circo.

Márcia Aicram

Atriz e produtora da CIA Capital. Iniciou sua carreira em 1991.

Maria Cybele (Belinha)

Maria Cybele nasceu numa família de artistas e pôde experimentar desde a primeira infância um universo de possibilidades. Cresceu em meio as artes e durante toda a vida esteve envolvida em algum projeto cultural. Faz parte de grupos de teatro, canto e circo. Em 2011 por ocasião da catástrofe que abalou a região serrana do Rio, criou uma personagem chamada Belinha pra levar alegria e brincadeiras pras crianças desabrigadas e órfãs por conseqüência das chuvas. Visitou abrigos e alojamentos e quando a situação se normalizou, criou um projeto para continuar levando sua alegria pra criançada. Escolheu atuar na rua por considerar o local mais democrático, então fez das praças seu palco, do sol, seu holofote e dos transeuntes seu público!! Um projeto que visa desenvolver através de brincadeiras os principais conceitos: sustentabilidade, música, teatro e literatura, sempre de forma lúdica e educativa. Esse projeto está na décima temporada e agora, devido à pandemia mundial, causada pelo COVID 19, Belinha criou um canal no YouTube, se modernizou, se reinventou e continua perto de você através de suas redes sociais!! E continua cumprindo sua missão onde acredita que: "Brincar é o meio mais eficaz de se EDUCAR!" Sejam sempre muito bem vindos!

Norma Maia

Atriz Profissional formada pelo Centro de Formação Artística de Dança, Música e Teatro. Integrou o Grupo de teatro Nós em Meio ao Caos onde participou de vários espetáculos e festivais pelo Brasil. Participou de quase todas as montagens de Auto de Natal e Paixão de Cristo realizados pela Fundação Rio das Ostras de Cultura a partir de 2000. Coordenou e deu aulas na Oficina para Atores da Ieda Ribeiro Produções. Trabalhou sob a direção de Mário de Oliveira, Carlos Henrique Pimentel, Ritchely Santana, Vivaldo Franco, Ginaldo de Souza, Rodrigo Portella, entre outros. Participou do Curta “Céu Maria” sob a direção de Tiago Maviero, ainda em edição; e da Websérie “As Carpideiras”, 2018.

Ozair Furtado (Pirilim)

Nasceu em Teresópolis. É ator, mágico-ventríloquo, palhaço, poeta performático, Animador Cultural e Ambientalista. Desenvolve há cerca de 35 anos, atividades artísticas com foco em Teatro e trabalho com crianças. Foi, durante 10 anos, Vice-Presidente da Oficina de Poesia e Criação (Fundada em 1999 pelo Poeta Vidocq de Lãs Casas, entre outros). A Oficina é composta por um grupo de Escritores e Poetas de Teresópolis que se reúnem para discutir os caminhos da literatura brasileira e mundial. Foi Coordenador e Apresentador dos Saraus mensais da Oficina de Poesia e Criação que é realizado na Biblioteca do SESC-Teresópolis e em Escolas, sempre na 2ª Quinta-feira de cada mês. Criador e Executor do Projeto “A Alegria é o Melhor Remédio” que consiste em visitar crianças e adultos que estejam internados em Hospitais, Orfanatos, Asilos e Abrigos, levando alegria e bom humor para reforçar o sistema imunológico desses seres humanos. Membro da Academia de Letras do Brasil (ALB), do Elos Clube de Teresópolis e Autor do Livro de Contos e Poemas: “Princípios de Mim”.

Paulo Munhoz

Tenho contato com a arte praticamente desde que nasci. Minha família sempre foi muito ligada a esse mundo, totalmente envolvida em apresentações de teatro e música. Trabalhei em dois centros culturais da minha cidade, o que aumentou meu contato com artistas em geral e me deu a oportunidade de realizar vários números pela região onde moro. Nesses centros culturais que trabalhei, fiz cursos de teatro, canto e violão, o que aumentou meu conhecimento e minha paixão. Sempre que tenho a chance, levo minha arte para as pessoas e demonstro o amor que tenho pela música.

Sabrina Passarelly

Atriz desde os 12 anos de idade quando, nos anos 2000, se matriculou nas aulas de teatro da professora Mônica Botafogo na Casa de Cultura de Teresópolis. De lá pra cá são 20 anos de carreira e amor pela arte. Trabalhou/trabalha em vários grupos, entre eles: Mambemberê, Cia Fantasia, Amor e Arte, Cena Perdida, Coletivo Foco (Petrópolis), entre outros. Onde participou de várias montagens importantes na cidade e fora dela. Graduada em Pedagogia é educadora em escola pública, mas nunca abandonou sua maior paixão: O teatro. Em 2013 iniciou o curso Técnico em Arte Dramática e tirou seu registro profissional em 2015, ano em que começou a atuar como professora de teatro. Em 2018 concluiu a pós graduação em Artes Cênicas e atualmente da aulas de teatro em dois cursos em Teresópolis, na escola de artes Dias de Dança e no Teatro Higino (Curso Felipe Martins).

Tiago Dumard

Tiago Dumard faz cultura há 20 anos. É um daqueles artistas multimídia: ator, diretor, escritor, cartunista, dublador, compositor, músico, poeta, cantor... e o que mais for preciso para ver a cultura em ação. Idealizador do Projeto Cultural Atitude é responsável por inúmeras ações de fomento e democratização da cultura Brasil afora. Em 2019 levou sua arte para mais de 60 cidades do país. Durante a pandemia, o artista criou o projeto “Atitude em Casa” propondo desafios culturais para as famílias, poemas na janela, crônicas vírus e lives para alegrar idosos em diversos lares do Brasil. É estudante de Letras da Universidade Federal Fluminense. Também já estudou Psicopedagogia e Marketing. É formado em dezenas de cursos da área cultural, dentre os quais destacam-se: artes cênicas, cinema, música, tradução, desenho e literatura. Além do belo trabalho social que realiza, a produção cultural é a profissão do artista que, hoje, tem sua atividade focada em desenho animado, literatura e teatro.

Trupe Circônflexo

Surge em 2014, na cidade de Teresópolis-RJ, a “Trupe Circônflexo” formada por Ivo Bernardo, Dryele Soares e Lucas Souza, carrega em sua essência a rua, como palco principal de atuação e experimentação, o palhaço como forma de brincar e ser o mais próximo da plateia e o Circo como forma de habilidades que se fazem bem presentes, em seus espetáculos e oficinas sendo a origem de todo o trabalho e pesquisa que se dá desde 2005.

Circulamos por 7 regiões do Estado do rio de Janeiro se concentrando mais ativamente na Serrana, atuando na formação de novas plateias e artistas através dos cursos e espetáculos oferecidos. Mantem a 1 ano e meio, o projeto “Circo lá na praça” de ocupação cultural permanente de uma praça em sua cidade, de forma independente, que gera um corredor cultural que favorece o intercâmbio e troca de saberes com artistas de outras localidades.

Vanize Claussen

Artista Plástica, Escritora, Diretora e atriz de Teatro, trabalha com FotoArte (nome dado por ela ao trabalho fotográfico criativo) em sua empresa ArtMany. Formada em Educação Artística e Marketing. Tem vários cursos internacionais de artes plásticas, teatro, entre outros. Faz parte da Soarte (Associação dos Artistas Plásticos de Teresópolis) e da Oficina de Poesia e Criação no Sesc Teresópolis/RJ, também da Cia. Teatral Fantasia onde atua desde os quatorze anos de idade fazendo personagens, recreações infantis e supervisiona e dirige peças teatrais até os dias atuais. Sua paixão sempre foi a música e o canto, tendo atuado na área quando mais jovem. Atualmente ela escreve, desenha e pinta quadros, faz designer de bolsas através da costura criativa, representa e dirige peças de teatro.

Tanta gente que partiu...

Nossa singela homenagem aos artistas que se foram, num rabo de foguete deixando um rastro de saudade, poesia e esperança!

Carousel imageCarousel imageCarousel imageVidocq Casas - Poeta, artista plástico e ambientalistaCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageDaniel Azulay - ArtistaCarousel image